Nutrição 19Out

Ómegas – Aliados da Saúde

Os compostos Ómega 3, Ómega 6 e Ómega 9, são ácidos gordos - passíveis de encontrar em alguns alimentos e em suplementos - benéficos para o organismo humano. Os ómegas possuem mesmo propriedades únicas!

Já foram efetuados inúmeros estudos sobre as propriedades destes ácidos gordos. Nos anos 70 foi quando se iniciaram os estudos do Ómega 3 e se comprovaram os seus benefícios a nível cardiovascular e cerebral.

Quer o ómega 3 ou ómega 6 são ácidos gordos poli-insaturados essenciais, pois não são sintetizados endogenamente e é necessário obtê-los através da dieta e/ou suplementação.

Não obstante, o ómega 9 é um ácido mono-insaturado não-essencial porque é sintetizado endogenamente a partir do ómega 3 e 6, embora também esteja presente em alguns alimentos!

Regressando ao ómega 3, sabemos que se pode apresentar de 6 formas diferentes, embora todos baseados no ácido linoleico.

O pescado azul é rico em ómega 3 na sua forma EPA (eicosapentaenoico) e DHA (docosahexanoico), no entanto, os vegetais contêm ácidos gordos ómega 3 na forma de ALA (ácido alfa-linoléico), composto que para ser aproveitado tem de ser transformado em EPA e DHA. Pois na forma de ALA apenas uma pequena quantidade pode ser aproveitada uma vez que se oxida na forma de energia.

Resumidamente, as propriedades principais do ómega 3 e que o tornam imprescindível no correto funcionamento do organismo são:
Melhora a saúde Cardiovascular (EPA)
Ajuda no funcionamento da atividade cerebral, favorecendo as conexões neuronais  (DHA)
Melhora a visão, uma vez que protege da degeneração macular ativada pela idade (DHA)
Protege o cérebro de sustâncias que possam ser geradas em situações como derrames cerebrais, falta de oxigénio ou doenças neurológicas.
Tem propriedades anti-inflamatórias e anticoagulantes.

Assim, a carência em ómega 3, pode levar a doenças cardiovasculares, depressão ou diabetes, pelo que devemos fazer ingestão correta deste ácido gordo através da alimentação equilibrada e/ou recorrendo à suplementação!

O Oméga 6 pode ser encontrado em nozes, abacates, alhos, cenouras, soja,  entre outros e tem propriedades importantes, das quais:
ácido linoleico é anti-inflamatório, evita hemorragias, previne a artrite, protege a próstata e o fígado.
ácido araquidónico protege também o fígado, além de estimular o sistema imunológico, e possuindo propriedades anticancerígenas!
Relativamente aos ácidos gordos ómega-9, encontram-se em alimentos como as nozes, azeite ou óleo de girassol.

Os mais importantes compostos destes ácido gordo são o ácido oleico e o ácido erúcico.

De qualquer forma, apesar de não serem essenciais, ou seja, poderem ser sintetizados endogenamente pelo organismo, a ingestão através de alimentação e/ou suplementação é bastante benéfica para o organismo.

O azeite é a melhor opção, uma vez que pode ser utilizado para cozinhar, resistindo a temperaturas altas sem alterar a sua composição, e sendo rico em Omega 9, é uma excelente alternativa à utilização de azeites/gorduras parcialmente hidrogenadas e ricos em gorduras trans!

O ómega 9 apresenta alguns benefícios, tais como a diminuição do risco de doenças cardiovasculares, como AVC’s e tem relação com a redução do LDL (colesterol “mau”) e aumento do HDL (“colesterol bom”).

É essencial incluir este tipo de nutrientes na nossa dieta diária, seja através do aumento da ingestão de alimentos ricos nestes ácidos gordos, ou também pelo recurso a suplementos alimentares. 



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis