Entrevista 27Jun

À Conversa com Cláudia Mário // Bom Apetite Saudável


Cláudia tem 35 anos e é formada em Psicologia Social das Organizações. Apaixonada pela cozinha saudável, considera o ato de cozinhar uma terapia, por isso, em 2013 criou as suas páginas, onde partilha verdadeiras inspirações saborosas e nutritivas. O Clube Fitness esteve à conversa com Cláudia Mário, autora das páginas Bom Apetite Saudável.
 

À Conversa com Bom Apetite Saudável

 
Cláudia, não sabemos muito sobre ti. Podes contar-nos a tua história?
Posso começar por dizer que o meu nome é Cláudia, tenho 35 anos e nasci em Lisboa. Nesta bela cidade tive a oportunidade de estudar, tendo feito formação na área da Psicologia Social e das Organizações. Em 2012 dá-se a grande mudança da minha vida e vou viver para Caldas da Rainha. Com esta mudança de residência veio também a mudança assim mais à séria a nos meus hábitos alimentares. Digo isto, porque numa casa em que chegámos a ser seis pessoas à mesa, eu distinguia-me por não comer muito e por não apreciar certo tipo de alimentos ou pratos tipicamente portugueses. Dou-vos um exemplo: nunca comi dobrada!
Quando era bebé a minha mãe só conseguia dar-me bem a comida quando lhe misturava fruta lá pelo meio (algo que ainda hoje adoro). Contudo, sempre fui gulosa e com a adolescência nas saídas com amigos, a trabalhar em centros comerciais, acabei por tomar o gosto ao Fast Food. Juntando isto, ao deixar de morar em casa dos pais, houve um certo desleixo com a alimentação e a menina/mulher que sempre pesou em torno de 50Kg viu os números da balança chegarem aos 59Kg. Para muitos, pode parecer pouco, eu sei! Mas, a verdade é que eu não me sentia bem. Sentia-me inchada, a roupa estava a deixar de me servir, os níveis de colesterol deixaram de estar nos paramentos ditos normais… E, foi então quando se deu aquele click de querer fazer algo por mim… E em Agosto de 2013 nasce o “Bom Apetite… Saudável!” tanto na minha vida, como nas redes sociais.

Sabemos que adoras cozinhar. Conta-nos um pouco como a cozinha saudável tornou-se uma paixão para ti.
A cozinha saudável tornou-se mais do que uma paixão, a possibilidade de comer de forma saudável e de ser eu a escolher os alimentos para criar e confeccionar os meus pratos tornou-se uma verdadeira terapia. Eu sempre apreciei pratos bonitos, porque inevitavelmente os olhos “comem” sempre primeiro. Várias pessoas me perguntavam, e ainda perguntam, como é que tinha paciência! Mas, a verdade e o que nos distinguia é que eu nunca vi as coisas dessa forma! O momento em que estou a preparar algo para mim, o tempo não é relevante, pois faço-o com tanto amor e dedicação, que o sinto apenas como o meu momento aquele em que tenho a oportunidade de cuidar de mim da melhor forma possível. Se eu não cuidar de mim, afinal, quem é que cuidará?! <3

Através das tuas páginas, é fácil entender que tens cuidados com a alimentação. Nomeia alguns alimentos que não podem faltar na tua despensa.
Ovos, queijo light, as bebidas vegetais, fruta (maçãs, kiwi, framboesas, abacaxi), aveia, legumes e frutos secos.


 
E quais os 3 ingredientes que não poderias viver sem?
Canela - coloco em quase tudo!
Óleo de côco
Manteiga de Amendoim (Eu disse que era gulosa)

A tua página de Instagram, Bom Apetite Saudável, é divertida e inspiradora. Fala-nos um pouco como começou e quais as tuas inspirações para a criação das receitas?
Primeiro, começo por agradecer o vosso elogio! É muito bom saber que transmitimos algo tão bom e positivo para o lado de lá de uma câmara fotográfica... E, agora, respondendo à vossa questão: procurar ser a melhor versão de mim, com o objectivo principal de me sentir bem e saudável, sendo a minha própria fonte de inspiração tem sido um verdadeiro desafio ao longo desta jornada. Nem sempre é fácil, há dias em que há apetite e não há imaginação, mas as redes sociais – neste caso, o Instagram, tem-me permitido ter contacto com pessoas, que são uma fonte de inspiração, sendo que não consigo nomear ninguém em especial e acho que nem seria justo!

Se pudesses escolher uma das tuas melhores receitas, qual seria? 
Os meus Fofos de Banana e Manteiga de Amendoim. Se quiserem experimentar podem encontrar a receita na minha página de Facebook.



Enquanto adepta de um estilo de vida saudável, podes sugerir 3 pequenos-almoços saudáveis?
Papas de Aveia e Panquecas permitem fazer combinação deliciosas com uma enorme variedade de ingredientes. E, agora com a chegada dos dias quentes, uma das minhas opções favoritas são os Smoothies. São saudáveis, nutritivos e fáceis de transportar para qualquer lugar, por isso não há desculpas!

Consideras que a alimentação saudável interfere na vida social? Por exemplo, quando jantas com amigos, como fazes para continuar a seguir uma alimentação saudável?
Eu nessas situações sou muito prática e a mim sinceramente não me incomoda nada. Mas, muitas vezes, noto que olham para mim como se fosse um ET, acredita! Até te dou um exemplo: deixei de comer carne há quase 2 anos e já me aconteceu ir ao um restaurante com o meu companheiro e só comer uma sopa de grão seguido de arroz, salada e azeitonas, simplesmente porque nesse restaurante não serviam nada além de carne!
 
Quais são os teus hotspots saudáveis favoritos?
Em Lisboa, sei que existem boas referências, mas a distância não me tem permitido conhecer muitos desses espaços. Na minha zona, ainda não noto uma grande aposta em hotspots saudáveis mas poderei nomear dois restaurantes onde podemos comer bem: “Sabores D’ Itália” – Caldas da Rainha e “Riu’s” – Alcobaça.



Que dicas podes dar a alguém que quer comer uma dieta mais saudável, mas mantê-la divertida e saborosa?
Primeiro, e acho que é essencial, tem mesmo que existir motivação e força de vontade. E não querer mudar logo de um dia para o outro. Introduzir gradualmente, alimentos mais saudáveis na alimentação, para que o organismo de habitue às novas rotinas.

A atividade física é uma parte importante de um estilo de vida saudável. Tens muitos cuidados com o corpo?
Sim, aliado a uma alimentação mais cuidada e saudável, procuro praticar exercício físico pelo menos três vezes por semana. Procuro manter-me hidratada, seja com água ou chá. E tento dormir entre 7 a 8 horas por noite, pois considero que o tempo de descanso é bastante importante para o nosso organismo, nomeadamente em termos de recuperação muscular e mental também. Uma outra atividade que estou a procurar introduzir, aos poucos, nesta minha forma de estar na vida é a meditação.
 
Na tua opinião, como é que o exercício pode ser mais fácil e divertido para aqueles que odeiam fazê-lo?
Escolher actividades com que se identifiquem, poderá ser uma ajuda para quem tem mais dificuldade nesta área. Uma outra sugestão, será a pratica de actividades ao ar livre, ou o chamado treino outdoor. Basta escolherem o vosso lugar favorito e a actividade física torna-se mais prazerosa. Eu, por exemplo, gosto bastante de fazer longas caminhadas junto à praia - na praia da Foz do Arelho, por exemplo.



Que conselhos darias às pessoas dispostas a iniciar um estilo de vida mais saudável?
Tudo aquilo que fizerem ao iniciarem um estilo de vida mais saudável façam por vocês e façam com gosto, e jamais o façam como uma obrigação, seja ao nível da alimentação ou ao nível da atividade física. Porque, e acreditem, é esse gosto que vos vai ajudar a alimentar a vossa motivação e a vossa força de vontade. Ao traçarem objectivos valorizem cada conquista, aprendam com cada novo desafio, peçam ajuda sempre que acharem necessário, temos tão bons profissionais na área da nutrição e do fitness. E, acima de tudo, nunca se esqueçam de sorrir porque o sorriso torna o caminho mais leve, mais bonito, divertido e pode ajudar-nos não só a manter o foco como a não querer desistir.
 
Sorriam e Sejam Felizes!



 

PUB

Sugestões Prozis



Precisa de um crédito?
1