Bem-Estar 26Fev

8 razões para não estares a perder peso


Tens optado por comida saudável, fazes exercício físico, acabaste com aquelas bolachas que tanto prazer te davam à noite no sofá, mas os ponteiros da balança não se mexem. Soa-te familiar? Aqui ficam algumas razões para não estares a perder peso.


8 razões para não estares a perder peso


1. Não prestar atenção às calorias

Até a comida saudável tem calorias. Optar por alimentos nutritivos é bom, mas não é por os alimentos serem saudáveis que fazem com que possas ingerir quantidades ilimitadas de comida e continuar a perder peso.

Um jantar constituído por uma salada de alface e tomate, um filete de salmão e três colheres de arroz integral é uma refeição saudável, mas tem calorias associadas. No total, esta refeição pode contabilizar mais de 800 calorias.

A perda de peso consiste, essencialmente, num jogo de números: calorias ingeridas vs calorias gastas. Assim, claro que deves optar por comida nutritiva, mas tens de ter em conta essas calorias. E tem cuidado com as comidas supostamente saudáveis. Quando contares as calorias, certifica-te que estás a cumprir com o teu objetivo de perda de peso.


2. Compensar após o exercício físico

É bom teres conseguido ir fazer uma aula de RPM na hora de almoço, mas não a consideres como um livre passe para comer. É fácil calcular mal a quantidade de calorias que efetivamente queimaste. O ginásio até pode dizer que queimas 500 calorias numa aula de RPM, mas cada pessoa é diferente. E tu podes ter apenas queimado 300 calorias naquela aula.

Para uma informação mais precisa, usa um daqueles monitores de atividade que registam as calorias gastas. E lembra-te: se te ofereceres com um petisco com as mesmas calorias que acabaste de queimar, vai ser como se não tivesses queimado nada. 


3. Não contar com temperos ou outros extras

Uma simples colher de sopa de ketchup no hambúrguer contabilizam mais 20 calorias. Duas colheres de sopa de leite meio gordo no café acrescentam cerca de 40 calorias e 3,5 gramas de gordura. Uma colher de sopa de maionese acrescenta 90 calorias e 10 gramas de gordura à tua sanduíche. Mesmo que estejas a ser muito cuidadoso nas tuas escolhas alimentares, pode ser fácil esqueceres estes pequenos extras.

Atenção, estas opções não estão completamente vedadas. Mas é preciso teres consciência de que estas não só contam, mas também somam às calorias ingeridas. Por isso, é importante controlares tudo o que comes e bebes. A ignorância, neste caso, não é uma bênção.


4. Comer fora

Aqui está o problema: nunca sabes exatamente o que está no teu prato. Mesmo que o restaurante dê a informação nutricional, esta é uma mera estimativa baseada nas receitas. Achas mesmo que o pessoal da cozinha pesam e medem cada ingrediente?

Não há problema nenhum em comer fora, especialmente se fizeres perguntas ou escolhas inteligentes. Mas, se os números da balança não mexem, é melhor pensares em reduzir as refeições fora de casa.


5. Ingerir comidas demasiado boas para serem verdade

Costumas petiscar aquele snack incrível que descobriste recentemente? Aquele snack que tem informações nutricionais demasiado boas para serem verdade? Seja um brownie de 80 calorias ou um enorme saco de batatas fritas que diz ter apenas 150 calorias, é possível que as informações não estejam corretas.

Os rótulos nem sempre são precisos, especialmente daqueles produtos que provêm de pequenos negócios. Se algum produto parece demasiado bom para ser verdade, é porque provavelmente é.


6. Distorcer as doses

De certeza que já ouviste isto antes, mas vale a pena repetir: tem atenção às doses! Sim, a caixa dos cereais indica 110 calorias, mas vê o tamanho da porção e compara com que o que habitualmente pões na tua taça. E há também outra armadilha. Embalagens de snacks que parecem apenas uma porção, mas na realidade equivalem a duas ou três. Lê os rótulos com atenção para te certificares que os interpretas corretamente.


7. Cair na armadilha das zero calorias

Não consumas quantidades ilimitadas de comidas “zero calorias”. Desde que os produtos tenham menos de 5 calorias por porção, as empresas podem arredondar para zero calorias. Além de que é frequente o tamanho oficial das porções ser irrealisticamente pequeno. Fica atento aos molhos das saladas, adoçantes e sprays culinários.


8. Beber as calorias

O que tem mais calorias? Um copo médio de sumo de laranja ou uma dúzia de amêndoas e uma laranja média? O sumo de laranja tem cerca de 165 calorias enquanto as amêndoas e a laranja têm cerca de 140. E a esta última combinação é capaz de satisfazer muito mais. Moral da história: tem cuidado com o que bebes.
 

Ver também



PUB
Precisa de um crédito?
1