Corrida 12Set

Dicas para Correr Mais Rápido


Fazes sempre o mesmo percurso, o mesmo treino e os mesmos tipos de provas? Se a tua resposta é sim, não é nenhuma surpresa que a tua evolução tenha estagnado e que necessitas de novas metas e desafios. As dicas para correr mais rápido permitem estimular o teu treino e tornar a corrida mais divertida.

Muitos corredores pensam que correr mais rápido requer muito compromisso e principalmente muito tempo disponível. Apesar de qualquer melhoria num desporto requerer tempo e esforço, não necessitamos propriamente de passar horas a correr em sessões de velocidade para sermos mais rápidos. Na verdade, há algumas formas mais simples de melhorar a velocidade da corrida. Curioso?


Dicas para Correr Mais Rápido


Aumentar a distância das corridas 




O ganho de condicionamento físico é alcançado através de adaptações fisiológicas proporcionadas pelos estímulos do treino. Se o atleta correu 30 km na primeira semana, na segunda poderá correr 33 km, na terceira 36 km e na quarta deverá regressar aos 34 km. Tanto o aumento como a redução não devem ultrapassar os 20% do volume total da semana anterior.

Ao aumentar gradualmente a distância das corridas, o corredor ganha resistência, porque os pulmões e os músculos adaptam-se à mudança. Ao ensinar o corpo a manter o ritmo dessas corridas durante mais tempo, também aumenta o consumo de oxigénio.
 

Melhorar a técnica

Tenta correr usando a parte de baixo dos dedos dos pés. Apesar da evidência científica continuar incerta, muitos acreditam que correr sobre essa área do pé ajuda a movimentar mais rápido.
 

Investe em provas de maior distância



Correr distâncias maiores faz com que o atleta altere o seu estilo de vida, tornando-se definitivamente num corredor. Isto porque competir sempre na mesma distância mantém o atleta na sua zona de conforto. Uma competição mais longa proporciona novos estímulos, metas e conquistas.
 

Treinos de velocidade

Devem ser feitos treinos de velocidade uma ou duas vezes por semana. Após quatro semanas de treino, o corredor poderá fazer (no máximo) três semanas com treinos intensos.
 

Novos circuitos



Os circuitos são uma excelente forma de manter os músculos fortes e tonificados. Acreditem ou não, fazer exercícios deste tipo melhora a eficácia da corrida e reduz as possibilidades de contrair uma lesão, ou seja, tudo aquilo que nos fará correr mais rápido! Felizmente, existem muitos locais para correr em Lisboa e correr no Porto.


Alongamentos dinâmicos

Os músculos têm mais força quando se deslocam ao longo de toda a sua amplitude de movimento. O alongamento dinâmico, em oposição ao estático, é eficaz na manutenção e aumento da amplitude de movimentos das articulações.


Consumir uma porção diária de frutas e vegetais



Além de serem uma excelente fonte de hidratos de carbono, as frutas e vegetais saciam mais que os doces e as massas. Devido ao seu elevado teor de fibra, evita consumi-los uma ou duas horas antes de correr ou dormir.


Combina a corrida com treino de musculação

Fortalecer os membros inferiores e os músculos permite lidar melhor com o impacto equivalente a três a quatro vezes o peso corporal. Um corredor mais forte é menos propenso a lesões, mais eficiente e potencialmente mais rápido.
 

Comprar novos acessórios


Não se pode comprar velocidade, mas adquirir um acessório que torne a corrida mais prazerosa pode motivá-lo a fazer um treino mais consistente e até a ajudá-lo a alcançar melhores resultados, como por exemplo:

Casaco impermeável -  Manter-se quente vai ajudá-lo a correr em dias de chuva.
Diário do treino - Regista a tua quilometragem diária, percursos, ritmos e outros detalhes para saber o que funciona melhor.
Ténis para correr em trilhos- Correr em trilhos é um excelente descanso do impacto do asfalto.


Dormir mais meia hora por noite

Diversos estudos associam o dormir um maior número de horas  a um menor risco de infeções e doenças crónicas, além da melhoria do desempenho mental e do estado de humor. Um sono de qualidade ajuda na recuperação pós-treino. Durante os períodos de sono profundo e restaurador, o corpo liberta a hormona de crescimento, que pode contribuir para a recuperação muscular após o exercício.


Praticar outras modalidades



Se apenas corremos, os músculos que não são acionados, nem são fortalecidos. Praticar outras modalidades, ou outros métodos de treino, como por exemplo, um treino cardiovascular (que não seja corrida) uma ou duas vezes por semana é benéfico para correr mais rápido. Pedalar na bicicleta ergométrica, nadar e remar são boas opções.



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis