Corrida 26Ago

Dicas para Correr com o Cão


São companheiros, brincalhões, atentos, afetuosos, presentes e dependentes. Eles gostam tanto de nós como nós deles. Não há animal mais fiel que o cão. Para celebrar o dia mundial do 'melhor amigo do homem', partilhamos contigo algumas dicas para correr com o cão.

Correres com o teu animal de estimação pode parecer simples... Mas também pode ser um pesadelo! Para transformares o cão no teu 'running buddy' começa por seguir estas simples dicas.
 

Dicas para Correr com o Cão?


1. Deixa o cão adaptar-se

Tal como tu, o cão precisa de tempo para se adaptar a um ritmo físico de corrida mais intenso. Experimenta começar por intercalar períodos de marcha e corrida nos passeios diários. Também podes intercalar momentos de corrida com outros de passada rápida. Mas, atenção, se o cão tem menos de um ano, os seus músculos podem não estar preparados para começar uma prática de corrida continuada e longa.
 

2. Atenção às temperaturas

Tem sempre em conta se o ambiente é aceitável ou demasiado quente para praticar corrida com o teu fiel amigo. Há muitas raças caninas que não suportam altas temperaturas. Além disso, os cães regulam a temperatura corporal através do arquejo, um sistema termo-regulador não tão eficaz como a transpiração, levando-os a suportar mal o calor associado ao exercício físico.
 

3. Hidrata o teu cão

É fundamental manteres o teu animal hidratado. Isso vai ajudá-lo a suportar melhor ambientes mais quentes, bem como a resistir ao esforço físico. Leva sempre uma garrafa de água e tem em atenção aos sinais: saberás quando o cão precisa de parar para beber água.


4. Tens de ser paciente

Não esperes que o teu cão seja o melhor companheiro de corrida logo à primeira. É provável que ele se distraia com outros cães, pessoas e objetos, queira marcar território em vários locais e siga um caminho que não seja reto. Sê paciente e dá-lhe alguma liberdade para que ele possa ir socializando.
 

5. Opta por correr num espaço conhecido

Para que seja mais fácil a habituação ao espaço, opta por correr em espaços que já conheças e que não tenham muita confusão. Por exemplo, correr na praia pode parecer uma boa opção, mas lembra-te de que a areia exige um esforço extra.
 

6. Corram juntos

Como forma de segurança para ambos (dono e cão), bem como para terceiros, evita correr com o teu cão sem trela. Para prevenir algum acidente, tenta não ocupar muito espaço, mantendo a trela o mais próximo do teu corpo.
 

7. Fica atento aos sinais do teu cão

Nunca deixes de observar os sinais do teu cão, garantindo o seu bem-estar. Muitos cães esforçam-se demasiado para seguir o dono, não respondendo às exigências do corpo. Se o teu cão mostrar sinais de fadiga (língua de fora e boca sempre aberta) é altura de parar. Descansa alguns minutos e retoma a corrida quando a respiração do cão voltar à normalidade.


8. Toma em conta a estatura do teu cão

Todos os cães precisam de passear, mas nem todos conseguem ser parceiros de corrida. Se o teu cão é um chihahua, um pug ou outro de porte muito pequeno, ou um porte grande como o Mastiff, é melhor ficares pelo passeio calmo em vez de uma corrida.
 

9. Deixa os espaços limpos

Tal como num passeio normal, não te esqueças de levar sacos para recolher os dejetos do cão. Correr num espaço sujo é bastante desagradável para qualquer corredor.
 

10. Leva o teu cão ao veterinário

Em último vem o primeiro passo. Antes de iniciares uma atividade física na rotina do teu cão, leva-o ao veterinário para um despiste geral. Evita também lesões graves.
 



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis