Entrevista 18Jul

À conversa com Cláudia Esteves // Healthy Fit Way

Cláudia Esteves tem 25 anos e é psicóloga clínica. Em criança, não era propriamente saudável. Praticava exercício físico esporadicamente e não se preocupada com o que comia. Além disso, sempre foi abençoada pela genética: nunca pesou mais de 50 kg. Mas em 2011 começou a alterar o seu estilo de vida e hoje é adepta de um estilo equilibrado e saudável. Hoje, no seu blogue Healthy Fit Way, partilha receitas, dicas e artigos sobre uma vida saudável. 

No blogue, é possível encontrar comida a sério - carne, peixe, ovos, legumes, fruta e frutos secos - e todas as receitas / “invenções” são feitas maioritariamente a partir destes alimentos tão “básicos”. Ali está o "healthy fit way" da Cláudia, que é partilhado em várias redes socais.

O Clube Fitness esteve à conversa com a Cláudia Esteves, autora do Healthy Fit Way.

Podes falar-nos um bocadinho sobre ti? Quem és e o que motivou a criação do “Healthy Fit Way”?
Antes de mais gostaria de agradecer o convite e a oportunidade poder falar um pouco sobre o meu estilo de vida e sobre o Healthy Fit Way. Chamo-me Cláudia, tenho 25 anos e sou psicóloga clínica. No verão de 2012 comecei a treinar mais regularmente e a ter alguma atenção com a minha alimentação, coisa que nunca tinha acontecido durante toda a minha vida. Na altura andava num ginásio comum, frequentava algumas aulas de grupo, mas também era já presença regular na sala de musculação.
Em inícios de 2013 descobri alguns blogues, a maioria internacionais, outros portugueses, alguns que entretanto terminaram, mas não posso deixar de mencionar a Rapariga Moderna que ainda hoje continua ativa e com bastante sucesso. Bem, como contava, fui-me tornando uma pessoa cada vez mas curiosa sobre tudo o que envolvia os treinos, a alimentação,… E sentia necessidade de também partilhar as minhas descobertas com alguém. As pessoas que me rodeavam não estavam sensibilizadas para estes temas e eu queria poder partilhar e trocar ideias com mais pessoas!
Demorei algum tempo, não sabia que nome colocar… mas foi então numa noite de insónias (esta parte dá uma boa história eheh) que o criei. Estava na altura no último ano do meu curso e foi um óptimo apoio enquanto escape de todo o trabalho exigido entre a tese e o estágio curricular.

O que achas que diferencia o blogue “Healthy Fit Way” dos demais blogues portugueses?
Não sei realmente se é esta imagem que tenho, só os leitores é que o poderão dizer, mas sempre tentei, e tento, que o blogue seja um espaço de partilhas sobre vida saudável. Nunca quis limitá-lo a receitas ou a planos de treino. Tento partilhar sobre vários temas relacionados com a vida saudável: cuidados com o nosso corpo, eventos que incentivam hábitos saudáveis, relacionados com treinos ou não, curiosidades sobre alimentos, dicas na cozinha, na preparação de alimentos e até em termos de utensílios… Tento abordar várias áreas relacionadas com o (meu) estilo de vida saudável.

De que forma vês o blog a ter impacto no teu futuro e no dos outros?
Esta é difícil… Não sei o que o futuro me trará e não tenho bem noção do impacto que tenho nos outros, até acho que tenho alguma dificuldade em visualizar a quantidade de pessoas que me leem! Sinto que se a cada post, eu conseguir deixar alguém um pouco curioso sobre determinado hábito “saudável”, se alguém começar a refletir, melhorar minimamente algum aspeto na sua vida ou ser útil de qualquer outra forma já penso que cumpri com sucesso a minha “missão”. Espero apenas que consiga continuar com este cantinho por muito tempo, não tenho grandes planos nem expetativas muito elaboradas.



Com que frequência treinas? Que tipo de aulas mais gostas de frequentar e porquê?
Por norma treino 6 vezes por semana, descansando ao domingo. Pratico Crossfit há cerca de 3 anos e neste momento não me consigo imaginar a praticar outro tipo de modalidade. Aqui eu sinto que todos os dias melhoro alguma coisa. Sei que em cada treino vou conseguir fazer algum movimento mais rápido, algum exercício com mais carga, ou no mínimo, vou melhorar a minha postura/performance em algum deles. Isto é algo a que cheguei passado muitos meses, porque o início também não foi fácil para mim, em alguns exercícios nem conseguia utilizar a barra de 20kg! Aqui sinto que estou em constante desafio e evolução e nada melhor que sentirmos diariamente, a cada treino que fazemos, que nos estamos a tornar melhores, mais fortes e mais capazes. 
 
Consideras importante a toma de algum tipo de suplemento? Quais aconselhas aos nossos seguidores?
Ómega 3 e vitamina C, sem dúvida alguma. Tenho um artigo bastante detalhado sobre a importância do consumo (e suplementação) de ómega 3 na nossa alimentação, basicamente porque além dos seus benefícios, precisamos de equilibrar os nossos níveis, já que facilmente estamos em défice quando comparado com o consumo de ómega 6. Vitamina C porque revolucionou a minha vida... Trust me! Há 3 anos que não sei o que é estar constipada, senti mesmo imensa diferença, natural e principalmente no inverno. Inclusivamente em termos de recuperação é ótimo pelas suas propriedades anti-inflamatórias.
Além destes dois, para mim também a proteína whey é indispensável. Utilizo uma versão sem sabor, contornando a adição de adoçantes, açúcar, corantes e aromatizantes típica nestes produtos. É uma forma de conseguir atingir uma dose de proteína razoável no meu dia a dia, sem ter de recorrer sempre a alimentos como carne, peixe ou ovos. Utilizo-a especialmente no meu pré-treino, para enriquecer as minhas papas ou panquecas/bolinhos de aveia, bem como no pós-treino, em batido.
 
Quais as receitas que mais gostas de preparar?
Sobremesas e bolinhos! Sem dúvida! Até porque penso que é o que pode fazer mais a diferença. Numa refeição de carne ou peixe, brincando com especiarias facilmente conseguimos um prato saudável e muito saboroso. O mais difícil pode ser depois quando apetece um docinho e não sabemos como satisfazer essa vontade!



Podes dar-nos algumas sugestões de um pequeno-almoços nutritivos?
Como costumo treinar ao final do dia, os meus pequenos-almoços por norma são bastante ricos em proteína e gorduras saudáveis. Atualmente alterno quase sempre entre ovos mexidos com legumes ou batido com kefir de leite, enriqueço com proteína sem sabor e junto-lhe algumas frutas com pouco açúcar (geralmente morangos e/ou framboesas), sementes e frutos secos ou abacate e algum “verde” como couve kale ou espinafres... Confesso que estou fã destes batidos! Se o meu treino for da parte da manhã, nesse caso opto por uma refeição rica igualmente em proteína, mas também em hidratos de carbono. Opto a maior parte das vezes por papas de aveia às quais junto proteína ou faço panquecas/bolinhos com claras e aveia. Gosto de utilizar “aromatizantes naturais” como já dei alguns exemplos acima, pode ser fruta, cacau, citrinos, etc..
 
Na tua opinião, quais alimentos devemos evitar?
Tal como a pergunta indica, na minha opinião, seria de evitar ao máximo trigo, milho, soja e amendoim. Atualmente são produtos geneticamente modificados, foram ao longo dos anos sofrendo alterações para que se conseguisse plantar mais e mais. Apesar de se associarem alguns benefícios por exemplo à soja e ao amendoim, penso que os conseguimos obter noutros alimentos, já que considero as desvantagens de os consumir superiores ao que de bom poderiam trazer à nossa saúde. São alimentos que não fazem parte da minha alimentação diária há muito tempo e sinto-me muito bem assim.



Para ti, o que achas mais difícil de gerir? O treino ou a alimentação?
Eu não sinto que tenha mais dificuldades em gerir um do que o outro. Eu adoro o que como, todos os dias. E não sei se acreditam, mas eu não me lembro de não ter vontade de ir treinar, desde que conheci o Crossfit na Box1rm. Por isso é que a minha recomendação é sempre a mesma: procurem uma atividade que gostem! Não é suposto ser um sacrifício, simplesmente talvez ainda não tenham conseguido encontrar o desporto em que se sentem melhor! Ainda sobre a alimentação, como dizia, gosto muito das minhas refeições, mas também não me inibo de, geralmente uma vez por semana, fazer uma refeição fora da rotina. Pizza, hambúrguer artesanal ou sushi são normalmente as minhas opções, muitas vezes com direito a sobremesa. Depois de um semana “certinha”, esta refeição só trará benefícios, tanto a nível psicológico como fisiológico.

Tens novos projetos em mente? Qual o próximo projeto para o Healthy Fit Way?
Penso que um dos motivos pelo qual tenho o blogue há algum tempo (mais de três anos) é este equilíbrio que consigo manter. Atualmente estou numa fase mais calma, estando muito dedicada à minha área profissional. Não tenho projetos em mente, planeio continuar por aqui por muito tempo, postando o mais regular possível, sempre com algum conteúdo e não só para “atualizar”. O meu plano é simplesmente isso, continuar com a minha rotina saudável, os treinos que tão bem me fazem a todos os níveis, as minhas invenções na cozinha, continuar curiosa e ir partilhando tudo o que me parecer que pode ser útil ou interessante para que todos consigam atingir este equilíbrio e bem-estar saudável.








 



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis