Musculação 02Set

Razões para Não Ganhar Músculo


O aumento da massa muscular é provavelmente o objetivo mais desejado pelos atletas, sejam eles homens ou mulheres. Estás a treinar muito mas não vês resultados? Ganhar músculo de forma natural não é fácil e muito menos um processo rápido. Existem de facto condicionantes genéticos, com os quais temos de lidar, mas na grande maioria dos casos, o insucesso deve-se a erros comuns que os praticantes tendem a cometer. Então, que tal conheceres algumas das principais razões para não ganhar músculo?

Um dos erros mais comuns dos praticantes de musculação é fatigar os músculos até os mesmos chegarem ao limite, e o pior de tudo, isto acontece diariamente e de forma exagerada. O músculo necessita de descanso para crescer, isso é inevitável para uma boa irrigação das fibras e para o crescimento.
 

Razões para Não Ganhar Músculo


Treinos de pouca intensidade

Não chega ir ao ginásio levantar uns pesos. É preciso treinar de uma forma rigorosa e equilibrada, dando motivos ao músculo para crescer. Por outro lado, é necessário um equilíbrio que nem todos os praticantes conseguem entender. O crescimento muscular é resultado da regeneração do treino. 


A tua dieta não é estruturada e rigorosa

Ao embarcar no mundo fitness é fácil ficar preso no lado do treino e esquecer-se do lado nutricional. Para ganhar massa muscular é preciso comer o suficiente do alimento certo. Isto inclui hidratos de carbono, proteína e gordura. É necessário recorrer a um plano rigoroso e estruturado e, acima de tudo, ser consistente. Em alguns casos, é necessário pesar a comida e ter uma noção concreta das porções.


 

Poucos hidratos de carbono

Esquece a ideia de que massas, pão e arroz só engordam. Os hidratos de carbono têm de estar incluídos na dieta para ganhares massa muscular.
 
Se no treino cardiovascular o objetivo é a perda, no treino de musculação o objetivo é o ganho — de massa muscular. Quando estamos nas máquinas de musculação, ou quando fazemos treino funcional, como agachamentos, lunges, abdominais, ou levantamos pesos, aquilo que queremos é tornar os músculos mais fortes e, para isso, eles precisam de energia. E de onde é que vem a maior parte de energia do nosso corpo? Dos hidratos de carbono!
 
Quais são as consequências de quando se corta demasiado nos hidratos? Um treino fraco, fatiga dos músculos e resultados insuficientes. 


Focas-te demasiado nos suplementos e pouco na alimentação

Os suplementos são muitas vezes usados incorretamente. Muitas vezes utiliza-se a suplementação como uma dieta e um estilo de vida. A suplementação pode ser pensada quando um indivíduo está estagnado, mas deverá ser das últimas questões a tratar e otimizar.

 


Dormir pouco

O sono é o período que o corpo mais usa para recuperar os tecidos musculares rompidos no treino, e criar tecidos novos e mais fortes. Uma noite bem dormida, com oito horas corridas, beneficiam o ganho muscular.
 

Ginásio em demasia

Ginásio em demasia não é sinónimo de massa muscular. Gastar horas no ginásio, todos os dias da semana, não vai trazer nenhum benefício para o músculo, muito pelo contrário. Isto porque vai resultar em mais tempo de recuperação entre treinos.




Batota nas repetições

São muitos os atletas que fazem apenas meias repetições. Meias repetições levam a meios resultados. Aprender a efetuar o movimento completo de cada exercício maximizará os teus ganhos.


Stress

O stress não faz bem a ninguém, principalmente no ganho da massa muscular. Quanto menos o stress mais facilmente o teu corpo consegue recuperar dos treinos.


 
 



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis