Suplementos 22Jun

Como Escolher a Melhor Barra de Proteína

Hoje em dia nem sempre é fácil parar ao longo do dia para fazer refeições adequadas. Sabemos que uma dieta equilibrada exige algumas refeições distribuídas durante o dia, mas nem sempre há tempo para parar para comer. As barras de proteína são muitas vezes uma solução, já que são uma refeição rápida e fácil. Assim as barras de proteína podem ser uma parte integrante de um plano nutricional equilibrado. Mas como escolher a melhor barra de proteína?

Na verdade, manter uma dieta saudável e equilibrada pode ser muito mais importante do que qualquer tipo de treino. Por sua vez, a proteína é importante para a manutenção do peso. A barra de proteína pode ajudar o corpo a queimar gordura e fortalecer músculos e é uma aliada nos treinos, seja consumida antes ou após os mesmos.

Existem vários alimentos ricos em proteínas, como carnes, ovos, peixes e nozes, mas se não são suficientes para melhorar o teu desempenho, podes optar por consumir de vez em quando uma barra de proteína que ajudará a elevar as taxas de consumo desse nutriente.

Existem diversas opções de barras de proteína no mercado. Mas como escolher a melhor barra de proteína? O Clube Fitness apresenta algumas dicas para fazeres a melhor escolha, bem como algumas opções para a tua dieta.

Como Escolher a Melhor Barra de Proteína

* Clica nas imagens *


1. Substituição ou complemento

Vais utilizar a barra de proteína como substituição de ingestão de alimentos proteicos ou como complemento?
Depois de tomares essa decisão, escolhe uma barra com alto nível de proteína e baixo nível de hidratos de carbono e gordura se ingerires a barra nos intervalos entre as refeições ou após os treinos. Neste caso, a barra deve conter 10 a 20 gramas de proteína e no máximo 120-200 calorias.
Mas se utilizares a barra para substituir refeições, deves escolher uma barra com nutrientes e calorias extras. O ideal é optar por uma barra com 30 gramas de proteína e que contenha outros componentes como cálcio, fibras e outras vitaminas para fazer com que teu corpo funcione perfeitamente.


2. Proteína de qualidade

É fundamental verificar se a proteína principal da barra é whey protein, já que esta é de boa qualidade. O organismo conseguirá aproveitar melhor esta proteína para a construção muscular.
Uma barra de proteína que possua uma mistura de proteínas diferentes pode até ser boa também, mas a whey protein, caseína e albumina são as melhores fontes.


3. Teor de açúcar e gordura

Além de teres em atenção à qualidade e quantidade de proteína na barra, lembra-te de verificar o teor de açúcar. O melhor é que a quantidade de proteínas seja superior à de açúcar e esta não deve ser mais do que 10 gramas por porção. Avalia também a quantidade de gorduras; uma boa barra de proteína não deve possuir gorduras saturadas.


4. Quanto menos ingredientes melhor

Uma barra de proteína com uma extensa lista de ingredientes na composição é pior do que aquela que possui os ingredientes básicos. Assim, se encontrares uma barra com uma enorme lista de 20 ingredientes, evita adquiri-la.


5. Provar antes de comprar

Se possível, prova as barras antes de adquiri-las, experimentado até sabores diferentes. Também podes sempre pedir ajuda na escolha nas lojas.


6. Locais de compra

Os supermercados vendem barras de proteína, mas nem sempre possuem uma variedade de opções. Se não tiveres a certeza sobre o produto a adquirir, dirige-te a uma loja especializada. Uma terceira opção são as farmácias, que podem também não ter muita variedade de produtos. 


7. Compra online

Hoje é possível comprar os suplementos e barras de proteína pela Internet. Podes pesquisar e conferir os melhores sabores, índices de vitaminas e marcas. Além disso, é a melhor forma para comparar preços.


Vê ainda a nossa sugestão de suplementos para o teu treino:



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis