Musculação 16Set

Álcool e Musculação: É Possível Combinar?


Sabias que aquela cervejinha ao final da tarde pode prejudicar e muito o teu treino? É de conhecimento geral que o álcool tem inúmeras consequências negativas para a saúde. Mas qual é a relação entre o álcool e a musculação?

O álcool e a musculação não combinam! Aliás, podemos afirmar que o álcool é o maior inimigo da musculação. E porquê? As bebidas alcoólicas prejudicam a evolução física por vários fatores, como a deficiência na absorção de vitaminas e minerais, problemas na produção de testosterona e desidratação corporal.
 

Álcool e Musculação: É Possível Combinar?


Para ganhar e tonificar os músculos é necessário uma dieta equilibrada e isso não inclui o álcool. O álcool prejudica a absorção de grande parte dos nutrientes, prejudica o ganho de massa muscular e aumenta os níveis de gordura.

Já para não falar do seu valor calórico. Sabias que cada grama de álcool possui em média 7 Kcal? Sendo que este valor pode aumentar caso adiciones sumos e bebidas energéticas. Porém, além das drásticas calorias ingeridas, há outros problemas com a ingestão do álcool. Ele diminui o metabolismo, e como sabes um metabolismo lento significa menor queima de calorias, e por consequência, maior acumulação de gordura.



O álcool por si só tem a capacidade de inibir a síntese proteica, além de oprimir algumas hormonas anabólicas, como a testosterona, e ainda desidratar as células. Desta forma, se comprometermos a produção e libertação hormonal, juntamente com uma inibição da síntese proteica, o que acontece é a perda de massa muscular.

Uma forte embriaguez acaba por causar deficiência de vitaminas B1, B2, B6, B12 e C, todas as vitaminas fundamentais para quem pratica musculação. É praticamente impossível conseguir massa muscular quando se está deficiente dessas vitaminas.
 



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis