Entrevista 26Set

À conversa com Anaísa Gonçalves // Running for Pancakes

Procuras inspiração para mudar de estilo de vida? Tens de incluir no teu dia a dia visitas regulares ao blogue Running for Pancakes. Anaísa Gonçalves partilha no seu blogue receitas (deliciosas) e muitas dicas de fitness e estilo de vida. O Clube Fitness esteve à conversa com Running for Pancakes.

Há cerca de três anos Anaísa mudou o seu estilo de vida. Hoje não abdica do treino 4 a 5 vezes por semana e dos cuidados para ter uma alimentação saudável e equilibrada. O que começou por ser uma simples partilha das suas mudanças no Instagram, acabou por passar para um blogue cujo o nome foi fácil de escolher. Anaísa adora panquecas! E por elas "corre"!


À conversa com Running for Pancakes


Quando decidiste criar o blogue Running for Pancakes? E porquê?
Antes de mais muito obrigada por esta oportunidade, é sempre um privilégio ser abordada para este tipo de iniciativas e ter oportunidade de partilhar um pouco mais de mim e do meu estilo de vida. O blogue nasceu do Instagram, onde comecei a publicar muito do meu estilo de vida relacionado com o fitness e cada vez mais os seguidores foram aumentando, o interesse da parte do público que me acompanhava foi crescendo e levou-me a criar o blogue de forma a partilhar mais conteúdos e a atingir mais número de pessoas.
Partilhar a minha experiência e quebrar alguns mitos do mundo fitness foi o meu grande objectivo com a criação do Running for Pancakes.
 
Foi difícil a escolha do nome? Porquê “Running for Pancakes”?
Foi um rasgo de criatividade num momento de brainstorming com um amigo meu. Surgiu porque a grande ideia inicial era aliar o exercício físico a algo relacionado com comida e que me caracterizasse – as panquecas que fazem parte da minha rotina diária e que foi uma das receitas que me “lançou” no Instagram. Achei que ficaria giro e me caracterizava bem de certa forma.
 
Como é a tua relação com o exercício físico?
Neste momento é ótima. Adoro treinar, é das melhores coisas que faço. Deixa-me feliz, retira-me o stress. Enfim, não tenho palavras para descrever a sensação.
 
Atualmente que tipo de exercício físico praticas? E quantas vezes por semana praticas exercício físico?
Apenas frequento o ginásio e faço musculação. Umas aulas de spinning também, mas muito de vez em quando. Vou ao ginásio 4 a 5 vezes por semana.



 

Preferes treinar de manhã ou ao final da tarde? Porquê
Prefiro treinar de manhã porque, para mim, de manhã é que se começa o dia! Sou muito mais produtiva nesta altura do dia; para além de que depois de treinar encaro o resto do dia de uma forma muito mais feliz e descontraída. A minha disposição muda completamente! Infelizmente agora a trabalhar tenho que treinar de tarde, mas desde que tenha tempo para o fazer é o que interessa.
 
Onde vais buscar motivação para treinar?
Dentro de mim própria. Já não preciso de a ir buscar a lado nenhum, treinar é algo que gosto verdadeiramente de fazer portanto não preciso de ir buscar a motivação. Ela está sempre comigo. Por exemplo, se gostares muito de ir ao cinema, ou de ler, não precisas de motivação para o fazer, certo? É algo que te apetece naturalmente. Comigo acontece o mesmo no que diz respeito a treinar. É óbvio que há dias que estou cansada e com menos vontade, mas penso sempre no gozo e na sensação libertadora de “pós-treino” e isso sobrepõe-se sempre!

A par do exercício físico, é claro para os teus seguidores que tens uma alimentação saudável. Que tipo de cuidados tens?
Principalmente evito fritos e alimentos processados. A minha alimentação é muito básica: carnes/peixes grelhados, ovos, aveia, batata-doce, arroz, fruta, frutos secos e manteigas de oleaginosas, sementes, muitos legumes e vegetais, sempre havendo espaço para chocolate e uns docinhos. Uma mudança importante que tomei foi a retirada do pão porque era muito indigesto para mim, mas de resto tento manter uma alimentação equilibrada e variada.



Quais os alimentos mais importantes para uma alimentação equilibrada e saudável?
Todos! Desde que em quantidades moderadas e de acordo com o objectivo e intolerâncias de cada um. Mas os que referi na pergunta acima, para mim, são chave. O segredo é manter uma alimentação mais natural possível, quanto menos rótulos, melhor.

Quais são os alimentos proibidos?
Nenhum alimento é proibido. Isto é o primeiro passo para que uma dieta corra mal: categorizar alimentos como “proibidos” na dieta. Claro que uma dieta cheia de fritos e açúcares não será benéfica. Mas há que saber ser equilibrado, levar uma alimentação saudável mas permitindo-se algumas escapadinhas de vez em quando.

O que mais gostas de cozinhar? Porquê?
Panquecas! É das coisas que mais gosto e me dá prazer comer. Para além de me dá imenso gozo fazê-las. Prefiro cozinhar “doces” como panquecas, muffins, bolos porque sempre me dá mais liberdade para dar asas à imaginação. Há tantas ideias para fazer diferentes coisas deste tipo que acabo por gostar mais do que propriamente pratos principais.
 
Habitualmente, o que preferes comer ao pequeno-almoço
As papas de aveia e curgete (ou zoats) ultimamente são o meu pequeno-almoço de todos os dias porque de manhã não tenho muito tempo e esta é a opção mais rápida. Mas sem dúvida que o meu pequeno-almoço preferido são as panquecas e sempre que posso é por elas que opto. A receita de ambas estas refeições está no blog.



Que conselho darias a alguém que quer perder peso e transformar o estilo de vida?
O conselho que sempre dou, primeiro que qualquer outro é: busquem pelo equilíbrio. Não se deixem levar pelas tendências da moda das dietas low carb ou low fat onde é restringido tudo e mais alguma coisa. Comam de forma saudável, de forma a nutrir o vosso corpo. E lembrem-se, a mudança antes de física, tem que ser mental. Têm que criar o mindset adequado, abraçarem a mudança com unhas e dentes e comprometerem-se convosco próprios. Esta é uma mudança que só depende de vocês mesmos, portanto foquem-se nos vossos objetivos e façam valer a pena. Sejam pacientes, não esperem resultados do dia para a noite. Apaixonem-se pelo processo, deem valor ao que vão construindo. Sem pressas, sem neuras. Sejam felizes!







 

 



Partilha este artigo:

 

PUB

Sugestões Prozis